Produção da indústria química paulista cresceu 7,3% em abril, ante mesmo mês de 2018

A fabricação de produtos químicos pela indústria paulista deu um salto em abril e cresceu 7,3% na comparação com o mesmo mês de 2018, desempenho que seguiu em ritmo contrário à média da indústria de transformação paulista, que registrou recuo de 2,6% na produção. No acumulado do ano, até abril, a produção da indústria química paulista aumentou 4,7%, frente ao mesmo período do anterior. 

Os dados constam do “Destaque Setorial”, levantamento estatístico realizado pelo Sinproquim em parceria com a Fiesp. O índice de produção inclui os segmentos de produtos químicos de uso industrial e da cadeia química, com exceção dos produtos de higiene, limpeza e cosméticos. O “Destaque Setorial” calcula também o índice de utilização da capacidade instalada na indústria química paulista, abrangendo todos os segmentos da cadeia química, inclusive os produtos de higiene, limpeza e cosméticos, e o índice de emprego, que é calculado apenas com base nos segmentos de produtos químicos de uso industrial. Além de divulgar dados específicos sobre a indústria química paulista, o Sinproquim e a Fiesp fazem uma análise geral do desempenho da economia brasileira e da indústria de transformação.