Sinproquim participa do lançamento da Frente Parlamentar da Indústria Química

A Frente Parlamentar em Apoio à Indústria Química do Estado de São Paulo, lançada oficialmente no dia 24 de junho, tem como principal objetivo aprimorar a legislação e as políticas públicas que contribuam para o aumento da competitividade da cadeia produtiva do setor químico do Estado. O deputado Thiago Auricchio, que será o coordenador da Frente, destacou a importância econômica do setor químico para o desenvolvimento de outras cadeias produtivas. “Precisamos aumentar a interlocução entre o setor público e o privado para promover a competitividade da indústria química”, afirmou.

O presidente do Sinproquim, Nelson Pereira dos Reis, que representou o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, no evento, destacou o papel da indústria química paulista, que conta com muitas pequenas e médias empresas, especializadas no fornecimento de matérias-primas sustentáveis para os demais setores industriais. “Essas pequenas empresas que estão em todo o estado têm realizado muita pesquisa e desenvolvimento para a aplicação desses produtos”.

Nelson Reis ressaltou que no Estado de São Paulo há cerca de 1.700 empresas químicas e que a criação da Frente amplia o diálogo com o legislativo. “Esse protagonismo é extremamente positivo por possibilitar ao setor ter uma interlocução produtiva com o legislativo, oferecendo esclarecimentos aos deputados e propondo soluções que visem beneficiar a sociedade como um todo”. Segundo ele, o Sinproquim vai participar ativamente dos trabalhos da Frente e levará ao legislativo, sempre que necessário, demandas específicas ou setoriais da indústria química paulista. O presidente do Sinproquim enfatizou ainda que, como os produtos químicos estão presentes em praticamente todas as atividades, o setor tem um papel fundamental a desempenhar na retomada do crescimento econômico do País.

Competitividade

O presidente da Frente Parlamentar da Química da Câmara dos Deputados, deputado federal Alex Manente, participou da cerimônia e destacou a importância da representação na Assembleia Legislativa de São Paulo para promover a competitividade do setor. “É fundamental acelerar os investimentos da indústria química, para isso é necessário que o setor tenha matéria-prima a preços competitivos, o que permitirá à indústria química competir globalmente. É necessário ter essa discussão em São Paulo para aumentar a geração de emprego e renda”, explicou Manente.

Também participaram do lançamento da Frente Parlamentar em Apoio à Indústria Química do Estado de São Paulo, que tem o apoio de 26 deputados, o presidente-executivo da Abiquim, Fernando Figueiredo, e de representantes de indústrias químicas, como o vice-presidente da Carbonor, Ascânio Pepe; o diretor industrial e acionista da Unigel, Leo Slezynger; o gerente de Relações Institucionais da Braskem, Flávio Chantre; o responsável pelas Unidades de Negócios da Ingevity no Mercosul, Hernando Faria; e o gerente sênior de Relações Institucionais da Oxiteno, Frederico Marchiori, além do presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Químico, Antônio Silvan Oliveira.